Wagner nega que tenha feito acordo para dar aumento a professores (Foto: Wilker Porto | Brumado Agora)

O governador Jaques Wagner (PT) negou ter firmado acordo com os professores da rede estadual de ensino, em greve há 52 dias, para concessão de aumento de 22,22% à categoria. “Esse número de 22% nunca existiu. Esse acordo, dessa forma, nunca foi feito. Por que a intransigência tá do lado de cá e não no de lá?”, contestou durante evento realizado nesta quinta-feira (31), na Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), em Salvador. O governador comparou o reajuste exigido pelos docentes com outros movimentos grevistas. “A greve dos rodoviários acabou com 7,5%. A dos metroviários em São Paulo com 6,5%. Eu, de boa-fé, já tinha dado para todas as categorias 6,5%. Por que os professores têm que ter 22%?”, questionou. Os professores grevistas exigem o cumprimento de acordo assinado em 11 de novembro de 2011, no qual foi firmado o compromisso de reajuste salarial com base no piso salarial nacional, que é de 22%. Informações do jornal Correio.